SANTÍSSIMA TRINDADE - "A melhor Comunidade"

1ª Leitura: Pr 8,22-31

     Salmo Responsorial: Sl 8,4-9 (R. 2a)

2ª Leitura: Rm 5,1-5

EVANGELHO: Jo 16,12-15 - "O Espírito d Verdade vos ensinará toda a verdade."

+ Proclamação do evangelho de Jesus Cristo segundo João
  Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: "Muitas coisas ainda tenho a dizer-vos, mas não as podeis suportar agora. Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ele vos ensinará toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e vos anunciará as coisas que virão. Ele me glorificará, porque receberá do que é meu, e vô-lo anunciará. Tudo o que o Pai possui é meu. Por isso, disse: Há de receber do que é meu, e vô-lo anunciará.” Palavra da Salvação.
 

 

Jo 16, 12-15 - “O Espírito não falará em seu próprio nome”
Hoje celebramos o mistério insondável de Deus, a Santíssima Trindade.  Durante os primeiros séculos da sua existência, a Igreja tinha dificuldade para expressar em palavras o inexprimível – a natureza do Deus em que acreditamos.

Chegou à expressão belíssimo do Credo Niceno-Constantinopolitano, pouco usado nas celebrações de hoje, onde celebra o Pai “criador de todas as coisas”, o Filho, “Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro, gerado, não criado’, e o Espírito que “dá a vida, e procede do Pai e do Filho”.  Mas mesmo essas expressões tão profundas não conseguem explicar a Trindade, pois se Deus fosse compreensível à mente humana, não seria Deus.
O Quarto Evangelho nos traz formulações muito bonitas referentes à Trindade, com destaque especial para a ação do Espírito Santo,especialmente no ultimo Discurso de Jesus.  Nesses capítulos (13-17) o Espírito é apresentado como o Paráclito, uma palavra grega que significa, em nossa linguagem, o Advogado da Defesa.  Em diversos textos João expressa a função do Espírito dentro da comunidade pós-ressurrecional.  No capítulo 16, de onde se tira o texto de hoje, existe um trecho trinitário; vv. 13-15 se referem ao Espírito; vv. 16-22 a Jesus; vv. 23-27 ao Pai
No texto que refletimos, a função do Espírito de ensinar é enfatizada.  Como em Cap. 14, em um texto paralelo, esse ensinamento não trará nada de novo.  Jesus já recebeu tudo do Pai e o Paráclito recebe tudo de Jesus.  Mas o ensinamento dele vai fazer com que os discípulos compreendam melhor o que significava o ensinamento que receberam de Jesus. Vai fazer com que eles “recordem” as suas palavras, e assim consigam colocá-las em prática.  O termo “verdade" que se usa neste texto tem o mesmo sentido que tem em outros textos do Quarto Evangelho, isso é, a fé em Jesus como a revelação de Deus e quem fala as palavras de Deus ( cf. Jo 3,20.33; 8, 40.47).
Dentro das limitações da linguagem humana, tentamos expressar a mistério da Trindade como “três pessoas em uma única natureza”. Mais importante do que encontrar fórmulas abstratas para expressar o que no fundo é inexprimível, é descobrir o que a doutrina da Trindade possa nos ensinar para a nossa vida cristã.  Talvez o livro de Gênesis nos ajude.  Lá se diz que Deus “criou o homem à sua imagem; à imagem de Deus ele o criou; e os criou homem e mulher” (Gn 1,28).  Se estamos criados na imagem e semelhança de Deus, é de um Deus que é Trindade, que é comunidade perfeita na diversidade.  Assim, só podemos ser pessoas realizadas na medida em que vivemos comunitariamente.  Quem vive só para si é destinado à frustração e infelicidade, pois está negando a sua própria natureza.  O egoísmo é a negação de quem somos, pois nos fecha sobre nós mesmos, enquanto fomos criados na imagem de um Deus que é o contrário do individualismo, pois é Trindade.  No mundo pós-moderno onde o individualismo social, econômico e religioso é tido como critério fundamental da vida, a doutrina da Trindade nos desafia para que vivamos a nossa vocação comunitária, criando uma sociedade de partilha, solidariedade e justiça, no respeito do diferente do outro, pois fomos criados na imagem e semelhança deste Deus que e amor e comunhão. A festa de hoje não é de um mistério matemático – como pode ter um em três – mas do mistério do amor de Deus, que nos criou para que vivêssemos comunitariamente na sua imagem e semelhança.

+Tomaz Hughes SVD

Mais uma Missão da Juventude Verbita para acontecer

17-06-2019 Notícias da congregação

Está pronta para acontecer logo mais uma Missão da Juventude Verbita, a 5ª edição. Será realizada nos próximos dias 29-30 de junho na Paróquia Nossa Senhora de Fátima na Vila das Belezas. Vão participar os jovens de várias paróquias verbitas da capital e do interior, onde o Verbo Divino tem suas paróquias. O tema dessa edição será: "TAMBÉM SOU TEU POVO...

Leia Mais

Festa do Senhor Bom Jesus de Iguape 2019 (28/07-06/08)

17-06-2019 Notícias da congregação

Esta se aproximando mais uma festa do Senhor Bom Jesus de Iguape. E aqui lhe apresentamos a PROGRAMAÇÃO  Novena e da Festa deste ano.

Leia Mais

Workshop da VIVAT Brasil em São Paulo

17-06-2019 Notícias da congregação

Nos dias 29-30 de maio de 2019, no Convento das Irmãs Servas do Espírito Santo (SSpS), em São Paulo aconteceu encontro da Vivat Brasil que abrange várias congregações religiosas, engajadas na luta pela justiça social. A Província Brasil Centro foi representada pelos padres: Arlindo, João Batista (provincial), Omir (tradutor) e irmãos: Domingo e Jairo (Jupic). Mensagem Final do Workshop da VIVAT Brasil: Nós...

Leia Mais