"A Missão"

 

1ª Leitura: Is 66, 10-14c

    Leitura do Livro do Profeta Isaías.
    Alegrai-vos com Jerusalém e exultai com ela todos vós que a amais; tomai parte em seu júbilo, todos vós que choráveis por ela, para poderdes sugar e saciar-vos ao seio de sua consolação, e aleitar-vos e deliciar-vos aos úberes de  sua glória. Isto diz o Senhor: 'Eis que farei correr para ela a paz como um rio e a glória das nações como torrente transbordante. Sereis amamentados, carregados ao colo e acariciados sobre os joelhos. Como uma mãe que acaricia o filho, assim eu vos consolarei; e sereis consolados em Jerusalém. Tudo isso haveis de ver e o vosso coração exultará, e o vosso vigor se renovará como a relva do campo. A mão do Senhor se manifestará em favor de seus servos.
    Palavra do Senhor.
 

Salmo Responsorial: Sl 65(66), 1-3a.4-7a.16.20 (R/.1)

     R. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira.

      Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira,*
      cantai salmos a seu nome glorioso,
      dai a Deus a mais sublime louvação!*
      Dizei a Deus: 'Como são grandes vossas obras! R.

        Toda a terra vos adore com respeito*
        proclame o louvor de vosso nome!'
        Vinde ver todas as obras do Senhor:*
        seus prodígios estupendos entre os homens! R.

      O mar ele mudou em terra firme,*
      e passaram pelo rio a pé enxuto.
      Exultemos de alegria no Senhor!*
      Ele domina para sempre com poder! R.

        Todos vós que a Deus temeis, vinde escutar:*
        vou contar-vos todo bem que ele me fez!
        Bendito seja o Senhor Deus que me escutou,
        não rejeitou minha oração e meu clamor,*
        nem afastou longe de mim o seu amor! R.

 

2ª Leitura: Gl 6,14-18

     Leitura da Carta de São Paulo aos Gálatas.
    Irmãos: Quanto a mim, que eu me glorie somente da cruz do Senhor nosso, Jesus Cristo. Por ele, o mundo está crucificado para mim, como eu estou crucificado para o mundo. Pois nem a circuncisão, nem a incircuncisão têm valor; o que conta é a criação nova. E para todos os que seguirem esta norma, como para o Israel de Deus, paz e misericórdia. Doravante, que ninguém me moleste, pois eu trago em meu corpo as marcas de Jesus. Irmãos, a graça do Senhor nosso, Jesus Cristo, esteja convosco. Amém!
     Palavra do Senhor.
 

EVANGELHO: Lc 10,1-12.17-20 - "A vossa paz repousará sobre ele."

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas
   Naquele tempo: O Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir. E dizia-lhes: 'A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: `A paz esteja nesta casa!' Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa. Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, curai os doentes que nela houver e dizei ao povo:'O Reino de Deus está próximo de vós.' Mas, quando entrardes numa cidade e não fordes bem recebidos, saindo pelas ruas, dizei: Até a poeira de vossa cidade, que se apegou aos nossos pés, sacudimos contra vós. No entanto, sabei que o Reino de Deus está próximo! Eu vos digo que, naquele dia, Sodoma será tratada com menos rigor do que essa cidade. Os setenta e dois voltaram muito contentes, dizendo: 'Senhor, até os demônios nos obedeceram por causa do teu nome.' Jesus respondeu: 'Eu vi Satanás cair do céu, como um relâmpago. Eu vos dei o poder de pisar em cima de cobras e escorpiões e sobre toda a força do inimigo. E nada vos poderá fazer mal. Contudo, não vos alegreis porque os espíritos vos obedecem. Antes, ficai alegres porque vossos nomes estão escritos no céu.'
  Palavra da Salvação.
 
 
 

Lucas 10,1-12.17-20 - “O Senhor os enviou dois a dois”
O discípulo existe para a missão, e não se entende fora dela.  Jesus não cogitava levar adiante a sua missão sem a colaboração, não só dos Apóstolos, mas de muitos discípulos e discípulas.  É assim ainda hoje - a missão de evangelização não compete somente aos que são constituídos oficialmente como pastores da Igreja, mas a todos, em virtude do nosso batismo.  É uma tarefa comunitária - simbolizada pelo fato que Jesus não mandou os setenta e dois discípulos individualmente, mas de dois a dois.
Se naquela época a colheita já era grande, o que dizer de hoje?  O que diria Jesus das massas enormes dos conglomerados urbanos, as selvas de pedra que são as nossas grandes áreas metropolitanas, com os seus bolsões de miséria, as suas massas sobrantes, a seu anonimato?  Mais do que nunca torna-se urgente o pedido do Senhor:“Peçam ao dono da colheita que mande trabalhadores  para a colheita” (v 2)

Não devemos reduzir este pedido à oração pelas vocações sacerdotais e religiosas, por tão necessárias que sejam, mas peçamos que todos os cristãos assumam a sua missão de ser continuadores da missão de Jesus, no mundo de hoje.  Pois é possível que o “dono da colheita” mande operários, e que eles recusem de ir!!
Jesus disse que estava mandando-os como “cordeiros entre lobos”- uma missão aparentemente impossível!  Continua a fazê-lo - pois quem vive a mensagem evangélica humanamente falando é cordeiro diante dos lobos vorazes do “evangelho” de competitividade e lucro, os violentos partidários da concentração das terras e da renda!  Mas esta fraqueza é a fraqueza de Deus que, mais tarde, Paulo descreveria como “mais forte do que os homens” (1 Cor 1,26)!
Os discípulos evangelizadores não iam como conquistadores ou dominadores, não iam com a força das armas, como infelizmente aconteceu tanto na história do Brasil e da América Latina. Trouxeram a mensagem da “paz” - não a paz como “o mundo a dá”, mas o “Shalom”, a paz que só pode vir da presença de Deus, a paz que pode existir no meio de sofrimento, a paz que ninguém pode tirar.  Eles deviam assumir a condição dos seus ouvintes, não ir de casa em casa em busca de “coisa melhor”.  Pois a missão e o discipulado, exigem desprendimento e encarnação.
A proclamação deles, onde eram bem recebidos, era “O Reino de Deus está próximo”!!  Pois onde existe qualquer gesto de amor, de fraternidade, de solidariedade, existe já o Reinado de Deus.  Só o fato de alguém abrir-se para o Evangelho traz a presença do Reino; só o fato de alguém se dispor a levar o Evangelho, faz presente o Reino!  Pois o Reino não se constrói de coisas extraordinárias, mas de pequenos gestos.  As armas do evangelizador não são “qualidade total”, eficiência, eficácia humana, razão instrumental, - mas amor, solidariedade, acolhida. Evangelizar não é em primeiro lugar propagar uma doutrina, mas tornar presente a pessoa e o projeto de Jesus de Nazaré.
Mesmo rejeitados, os discípulos deviam proclamar: “Apesar disso, saibam que o Reino de Deus está próximo”.  Pois nada pode impedir o crescimento do Reino, que é como “a semente que o agricultor semeia. Ele dorme e ela cresce sem que ele saiba como”.  Isso nos deve animar muito como evangelizadores.  É preciso que nós semeamos, sem nos preocuparmos com os resultados, pois “Paulo é quem planta, Apolo rega, mas é Deus que faz crescer” (cf. 1 Cor 3,6).
Quem se esforça na evangelização pode cansar, pode sofrer, mas terá uma alegria profunda: “E os setenta e dois voltaram muito alegres, dizendo: “Senhor, até os demônios obedeçam a nós por causa do teu nome” ( v. 17).  Porém, a motivo da alegria não deve ser por causa dos prodígios feitos, mesmo quando podemos “pisar em cima de cobras e escorpiões” (v. 19), mas porque, pela força do Evangelho, conseguimos expulsar os demônios do mal, da opressão, da divisão, do ciúme, que destroem o relacionamento humano.  Devemos sentir alegria porque o Reino está crescendo inexoravelmente, - e somos instrumentos deste Reino.  Sejamos, seja qual for a nossa vocação, situação ou profissão, “trabalhadores da colheita”. Pois não há cristão que seja dispensado deste desafio, nem lugar ou situação que não possam ser evangelizados!

+ Tomaz Hughes SVD

Intenção do Papa Francisco para o mês de JULHO de 2019

27-06-2019 Notícias da Igreja

Integridade da justiça (Pela Evangelização) Para que todos aqueles que administram a justiça operem com integridade e para que a injustiça que atravessa o mundo não tenha a última palavra. Reflexão INTEGRIDADE DA JUSTIÇA - Neste mês de julho, o Papa Francisco faz um desafio a todos os cristãos, através da sua Rede Mundial de Oração, sobre um tema que, para a maioria...

Leia Mais

Visita Missionária na Paróquia Santa Rita de Cássia em Vista Alegre do Alto

27-06-2019 Notícias da congregação

Entre os dias 20 e 21 de junho de 2019, os verbitas: Frt. Iverson Vasconcelos e Frt. Welton Sabino, visitaram a Paróquia de Santa Rita de Cássia, na cidade de Vista Alegre do Alto - SP, diocese de Jaboticabal, em nome da Animação Missionária, que está na responsabilidade do Pe. Clemens Naben, SVD. O padre está visitando, no período, as...

Leia Mais

Mais uma Missão da Juventude Verbita para acontecer

17-06-2019 Notícias da congregação

Está pronta para acontecer logo mais uma Missão da Juventude Verbita, a 5ª edição. Será realizada nos próximos dias 29-30 de junho na Paróquia Nossa Senhora de Fátima na Vila das Belezas. Vão participar os jovens de várias paróquias verbitas da capital e do interior, onde o Verbo Divino tem suas paróquias. O tema dessa edição será: "TAMBÉM SOU TEU POVO...

Leia Mais