Ano Mariano
2016-2017
As 7 lições de liderança do Papa Francisco

 

Muito além da religião, Francisco nos trouxe uma nova perspectiva de liderança, mostrando a cada dia com suas palavras e...

Leia mais...

 

No dia 13 de outubro, a Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) nomeou o ex-primeiro-ministro de Portugal, Antônio Guterres, como o próximo secretário-geral da entidade. Ele sucede a Ban Ki-moon, que termina o mandato em 31 de dezembro próximo. Guterres, de 67 anos, foi chefe de governo português de 1995 a 2002. De junho de 2005 a dezembro de 2015, foi membro do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR). A escolha de Guterres para um alto cargo diplomático mundial encheu de alegria e orgulho a comunidade paroquial de Prior Velho (foto), em Quinta de Molho, nos arredores de Lisboa.

O verbita padre Valentim Gonçalves, ex-pároco de Prior Velho, recorda o gesto inesperado e bastante incomum do então ex-primeiro-ministro para oferecer serviços voluntários na região. Padre Valentim também se lembra de quando conheceu Guterres no momento em que este era secretário-geral do Partido Socialista. Acompanhado do missionário, ele visitou os bairros pobres em que o missionário trabalhava. Depois de alguns anos, um amigo perguntou ao Pe. Valentim se estaria disposto a aceitar alguém que acabasse de deixar o gabinete de governo para fazer algum serviço voluntário. Mas o religioso não imaginava que era o próprio ex-primeiro-ministro Guterres a pessoa que se oferecia ao serviço na comunidade.

Duas vezes por semana, o ex-dirigente se juntava a um grupo de professores voluntários para ensinar Matemática a estudantes africanos de língua portuguesa. Os jovens abrigados na paróquia verbita se preparavam para conquistar uma vaga na universidade.

Os alunos ficaram impressionados ao notar a presença discreta, simples e carinhosa do novo professor. A participação constante nas comunidades paroquiais e na Casa de Cultura criou um laço de amizade com uma figura importante que desejava ser tratada como qualquer outra pessoa. O político também sempre foi claro em sua posição de não ser destaque na imprensa.

Nem o padre Valentim nem os então futuros estudantes de diferentes universidades poderiam imaginar que o dedicado professor de Matemática em seu bairro pobre um dia chegaria a se transformar em um instrumento muito importante para dirigir o destino do mundo como secretário-geral da ONU. Em seu discurso de aceitação do cargo de novo secretário-geral da ONU, Guterres destacou que aliviar o sofrimento das pessoas vulneráveis, particularmente os refugiados e os que estão em áreas de conflito, e a igualdade de gênero seguiriam sendo as prioridades para ele durante seu mandato.

O povo de Prior Velho e o Pe. Valentim têm convicção de que aquele homem, marcado por atos discretos de caridade e de boa-vontade para estender a mão, verdadeiramente cumprirá suas palavras. Eles concordam com as palavras de Ban Ki-moon: “Ele é uma maravilhosa opção para dirigir esta Organização dentro dos avanços que obtivemos na última década, enquanto enfrentamos a insegurança e a incerteza do mundo de hoje”.

“Sua atitude esteve de acordo com sua personalidade, alguém sensível aos outros e aos problemas sociais. Sua missão como alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados e agora como secretário-geral se encaixa perfeitamente em seu perfil de alguém profundamente sensível com a humanidade”, afirma Padre Valentim (foto), recordando os tempos em que trabalhava com Guterres.

Fonte: Arnoldus Nota - Tradução e edição para SVD-Esdeva: Alessandro Faleiro Marques - Fotos: Ministério das Relações Exteriores da Holanda (principal), Província SVD de Portugal.

 

 

Adeus ao Pe.Tomaz Hughes, svd

16-05-2017 Notícias da congregação

Pe. Tomaz Hughes, svd, é irlandês, religioso-missionário da Sociedade do Verbo Divino. Radicado no Brasil há 45 anos, atuava especialmente na formação bíblica nas bases e como assessor bíblico da CRB e do CEBI. Dedicava-se a cursos e retiros bíblicos em todo o país. Publicou diversos artigos em Convergência, Estudos Bíblicos e publicações da VRC e é autor do livro...

Leia Mais

VIII Fórum Social Panamazônico

16-05-2017 Notícias da congregação

O fórum contou com a participação, na sua maioria, com diversas delegações de diferentes movimentos sociais provenientes dos 9 países que englobam a Amazônia (Brasil, Peru, Bolívia, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana Francesa, Guiana e Suriname), mas também participaram pessoas de outros países sul americanos e também da Europa. Como linha mestra abordou-se os impactos causados pelos grandes empreendimentos (especialmente os projetos...

Leia Mais

JUPIC - REPAM

16-05-2017 Notícias da Igreja

A Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) expressou total apoio ao povo Gamela diante do acontecimento no município de Matinha (MA), no último dia 30 de abril, onde de acordo com o Conselho Indigenista Missionário (CIMI) pelo menos 13 indígenas ficaram feridos, sendo que dois tiveram as mãos decepadas e cinco foram baleados. Em nota, a Repam “espera que sejam tomadas medidas...

Leia Mais